sábado, 9 de fevereiro de 2008

Convite/Conferência

Photobucket



Uma boa oportunidade talvez de se debaterem algumas ideias. Apareçam. (Até ao próximo post!)



Conferência MÚSICA _ O Futuro AgoraEdição Distribuição Promoção
12 Fevereiro 2008 _ 18h30Auditório Restart

ORADORESPaula Homem _ Valentim de Carvalho (A&R)
Pedro Trigueiro _ Universal Portugal (promoção)
Rui Miguel Abreu _ Loop Records (A&R / jornalista)
Vasco Lima _ LAD Publishing&Records (produtor)
Fernando Ribeiro _ Moonspell (músico)
John Gonçalves _ the Gift (músico)

MODERADORA
Isilda Sanches _ Rádio Oxigénio (jornalista)


Lisboa, 2008, duas e meia da manhã. Um jovem produtor de hip hop, algures entre o sofá e a cama, faz os beats de uma nova música num laptop com software pirateado. No espaço de um ano esta é partilhada com os amigos, passa para os clubs e circuitos de bares de música ao vivo, entra nas playlists das rádio e acaba como banda sonora de um programa de tv.
Esta fórmula que sempre esteve presente na indústria musical, seria acompanhada paralelamente pela promoção, distribuição e venda de discos. Será ainda assim? Ou estaremos a ajustarmo-nos (músicos, editoras e público) a uma inevitável transformação tecnológica na forma de produzir, comunicar e consumir a música?
Downloads, direitos de autor/conexos, software, merchandising, myspace, mp3 fazem parte de uma linguagem que caracteriza esta nova realidade.E em Portugal? Como é que músicos, indústria e jornalistas vêem estas transformações?Com o intuito de ver algumas destas questões esclarecidas, e apontar pistas para um futuro que já chegou, a Restart reuniu um painel representativo de diferentes sensibilidades e funções do panorama musical português.
Convidamos todos os interessados a assistirem e a participarem nesta conferência.
A conferência será também transmitida em directo no SapoVídeos.


ANIMAÇÃO CULTURAL RESTART Entrada Livre






+informações
Patrícia Lopes, Rui Murça Telefone 21.8923570/4e-mail
news@restart.pt
http://www.restart.pt/

5 comentários:

lakecoventina disse...

Bom dia!
Espero que tudo esteja bem contigo e que tenha sido uma boa conferencia.
Sobre os downloads (i)legal,eu já expressei o que sinto e penso em comentários anteriores.
Inegávelmente essa tecnologia veio p/ ficar.Mas ainda assim prefiro continuar fazendo o que sempre fiz,ir as lojas trocar informações sobre músicas,etc...Porque p/ mim tudo na vida é inestimável desde o ódio(moderado) ao amor(sem moderação) amo viver! não conseguiria ter isso ficando a disposição da net,sou contra download!

Я люблю тебя!!!

By myself disse...

Descobri o blog por sugestão de alguém que leu no meu, um post sobre a minha experiência no Contagiarte, ao finalmente conhecer o meu ídolo...tu!
Espero ter o prazer de ler também aqui, uma referência ao acontecimento.

Agradeço-te também a enorme simpatia (esperada, aliás)!

Karura disse...

Caro fernando.
Diz-nos, por onde andas? Suponho que estejas ocupado, com a preparação do album (da qual espero ansiosamente) e do teu livro, "bairro das pessoas" (idem).
Não sei se serei somente eu, mas eu sinto a falta de ver as tuas palavras aqui. Espero que consigas ter um tempinho para vir aqui e deixar um recado, nem que seja a dizer "não morri, tou simplesmente estafado" eheh.
Espero que esteja tudo optimo contigo.

Beijinhos*******************

Karura disse...

ah e já agora, sobre o post em si (ai, esta minha cabeça): não pude assistir a conferencia pessoalmente porque sou do Algarve (suspiro..) e não vi através da emissão da SAPO porque nesse dia estive fora. Irei supor que tivesse sido uma bela conferencia.
A area da musica é de grande importancia. Nós seres humanos não conseguimos viver sem ela, independentemente de ser hip-hop, soul, r`n b, até mesmo metal. Ela existe sempre. As novas tecnologias no meu ponto de vista são sempre importantes, para divulgar, falar, demonstrar material de um grupo, de um artista. Infelizmente, tudo que inicialmente tem um proposito simples e inocente, tambem faz com que tenha consequencias graves: a pirataria, o abuso de imagem do artista contra este mesmo (não sei me faço entender) entre muitos outros motivos. Em Portugal não é excepção: nós pagamos um IVA exagerado para poder ouvir musica, para poder comprar um cd (e até mesmo um livro e ir ao cinema). Claro que isto não justifica o uso da pirataria (de todo!!) mas se alguem se propor a ir pra rua fazer um inquerito, de certeza todos dirão (e em voz muito baixa, não vá a policia andar nas redondezas) que tiram (ou sacam, como preferires) albuns de musica da Internet.

Agora uma opiniao pessoal sobre um outro assunto relevante:

Oxalá houvesse um interesse tão grande como esse para a area da Historia. Digo isto porque eu vejo que as pessoas (num aspecto geral, claro) não dão valor a Historia e ao Patrimonio que existe no nosso pais que são simbolos do crescimento e de progresso da nossa cultura, não querem saber em protege-los e mante-los. Eu sei disto porque eu estou a estudar na area e é uma triste realidade que infelizmente eu e os meus colegas percepcionamos.

Mas enfim, é apenas um pequeno aparte.

Obrigado por leres as minhas palavras. =)**

Lord of Erewhon disse...

Já postavas (que raio de termo!) qualquer coisinha! :) Ainda a ressacar os ares nórdicos?

Abraço!
P. S. Eu gostava era que te dedicasses a este trabalho de casa: «O que há de expressão da Portugalidade no trabalho de Moonspell.» - e publicasse na *Nova Águia*! :)

P. P. S. Já me veio a miudagem toda dizer que estiveste nos meus domínios secretos... infelizmente «tive que ir ao Alentejo.